☆☆☆ Por que votar?☆☆☆

Captura de Tela 2014-10-23 às 18.32.08

por Rubens Nunes Filho

O sentimento de indignação e descontentamento com a atual situação do Brasil é unânime. Em toda conversa, desde um papo de buteco até as mais elaboradas palestras existe um consenso: mudança.

A necessidade de mudança está tão em voga que todas as coligações partidárias a adotaram como slogan. Todos reivindicam ser os legatários das manifestações de 2013, como se não houvesse governo e fôssemos todos oposição. O absurdo é tão grande que o próprio PT, que se mantém no Poder há 12 anos, ostenta tal chavão para o país “continuar mudando”, fato que no mínimo soa incoerente.

Hoje, o Brasil encontra-se jogado às traças. São escândalos de corrupção, políticos presos, economia em crise. Um cenário que a primeira vista pareceria no mínimo adverso a qualquer possibilidade de reeleição do grupo político que está no Poder. Todavia, para a infeliz surpresa de todo cidadão de bem, esta também não é a realidade. A candidata do PT, Dilma Roussef, encabeça todas as pesquisas e é franca favorita a reeleição.

Ora, mas em meados de 2013 milhões de brasileiros, movidos pelo sentimento de revolta, tomaram as ruas, protestaram, demonstraram sua insatisfação com a forma como o Brasil é conduzido, por qual motivo o partido com o maior número de políticos condenados e presos pode ser reeleito? A resposta é simples e triste: As pessoas deixam de votar.

As razões para a abstenção da escolha dos Governantes são as mais variadas, iniciando pelo descontentamento genérico com toda classe política, passando pelo argumento de que ninguém é digno para “nos” governar e chegando ao cúmulo de justificar que um único voto não é capaz de mudar algo – ou ainda que existe um compromisso, churrasco ou passeio que o impossibilitará de exercer o mais democrático dos Direitos, o voto!

Em 2010, ano em que a Presidente Dilma (PT) foi eleita, 18,12% dos eleitores se abstiveram de votar, seja não comparecendo, seja votando em branco ou nulo. Isso totaliza incríveis 24,6 milhões de votos, ou seja, um número capaz de mudar totalmente o cenário eleitoral. Neste ano a expectativa é que este número aumente ainda mais. Para ilustrar, apenas no 1º Turno 19,40% dos eleitores (27.085.324 pessoas) se abstiveram de manifestar seu voto.

Por mais que inexista uma opção 100% adequada, que expresse seus reais ideais e interesses, urge a necessidade do voto, mesmo que pela simples alternância no poder. Se o sentimento é de insatisfação, a saída clara e objetiva é a substituição e uma máxima é verdadeira: Uma roseira não nasce dando flores. A semente da mudança necessita ser plantada, adubada, para que em um futuro próximo possamos ter um governo digno de nosso povo.

Apenas o Voto é capaz de mudar, apenas votando teremos um país adequado. Neste domingo, 26 de outubro, não deixe de votar, não anule, não vote em branco. Dia 26 de outubro o exercício da democracia deve ser pleno e total. VOTE!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s